Noite das Tradições de Piracicaba recebe o grupo Cochichando & Cia

A SEMAC (Secretaria Municipal da Ação Cultural), realiza na próxima sexta-feira, 07 de fevereiro, a partir das 21h, no Largo dos Pescadores da Rua do Porto, mais uma edição do projeto Noite das Tradições. A atração será o grupo piracicabano Cochichando e Cia. O evento será aberto ao público.

O grupo é formado por Hermes Petrini (violão e vocal), Eduardo Helene (flauta transversal e vocal) Marcelo Schma (cavaco e vocal) China e Tito Bortolazzo (percussão e vocal). A apresentação contará ainda com os cantores convidados Wana Narval e Roberto Alves. O repertório será composto por  canções de choro, samba, bolero e marchinhas.

“A Noite das Tradições, pelo orçamento aprovado, é um programa que envolve todo o tipo de manifestação ligada ao folclore, além de festas populares e tradições musicais, como seresta, samba, cururu, catira e samba de lenço”, explica a secretária municipal da Ação Cultural Rosângela Camolese.

HISTÓRIA


Idealizado e coordenado por Fábio Cardoso Monteiro, o projeto Choros & Serestas, do qual faz parte a Noite da Seresta, teve início em 1993 e passou a contar com a parceria definitiva da Secretaria Municipal da Ação Cultural em 2001. O objetivo é promover o resgate de um gênero musical que deixou marcas profundas na cultura piracicabana, revivendo o romantismo de décadas passadas com a proposta de fomentar a confraternização social e valorizar os músicos e cantores de Piracicaba e região.

Em 2012, o projeto passou a ser denominado Noite das Tradições, pelo fato de, a partir desse ano, envolver todo os tipos de manifestações ligadas ao folclore, além de festas populares e tradições musicais, como samba, cururu, catira e samba de lenço, com edições fixas no Largo dos Pescadores, às margens do rio Piracicaba e outras itinerantes, que ocorrem em diferentes bairros da cidade.

Piracicaba é uma das poucas cidades do Brasil onde ainda queima a chama da seresta e da serenata. Em todo o País, esse gênero musical recebeu tratamento regionalizado, com a adição do chorinho, de origem africana, popularizando a tradição com movimentos mais alegres. Sua expansão se deu a partir do Rio de Janeiro para outras regiões do Brasil, rompendo com a homogeneidade romântica prevalecente.

SERVIÇO

Noite das Tradições com o grupo Cochichando & Cia. Sexta-feira, 07, às 21h, no Largo dos Pescadores da Rua do Porto. Entrada Gratuita. Para mais informações, o telefone é (19) 3403-2600.







Deixe seu comentário